Mídia OutOfHome

É isso mesmo! Se depender da StartRocket, uma startup russa com ideias bem ousadas, as marcas poderão competir, literalmente, com as estrelas, criando um novo canal de mídia .

A façanha seria possível através de cubesats, que são pequenos satélites usados em comunicação e pesquisas espaciais.

A empresa planeja disponibilizar, até 2021, um novo formato de , chamado orbital display.

Mídia OutOfHome

Combinando mídia e produtos temáticos, a marca de salgadinhos lançou a campanha “Brilhe com Cheetos nesse Halloween”. Desde o início de outubro, um grafite gigante ilumina as noites na Avenida Presidente Vargas, em São Paulo/SP.

A pintura, que mostra o mascote da marca, Chester Cheetah, foi finalizada com material luminescente. Assim, de dia o público enxerga o mascote se divertindo e, à noite, seu esqueleto, que brilha no escuro.

Campanhas espetaculares de out-of-home

Criar uma campanha de comunicação não é fácil. É preciso conhecer bem o público-alvo, sua linguagem e interesses para alcançar o sucesso. No caso das campanhas out-of-home, também é essencial mapear os locais aonde essas pessoas estão, e, considerando esses e outros tópicos, desenvolver peças que chamem a atenção do consumidor, de maneira positiva.

Uma boa forma de atrair a atenção das pessoas é através de conteúdos criativos. Pensando nisso, selecionamos 13 campanhas incríveis, citadas numa lista da Adweek, veículo americano especializado no setor de propaganda e .

Confira:

– Netflix + Ogilvy de Paris: GIFs mostrando trechos de séries, de acordo com o ambiente, clima e temperatura dos locais aonde eram exibidos.

– Ikea + agência alemã Thjnk: num único , as empresas mostraram três mensagens sobrepostas. A criação usa luzes e cores para ressaltar cada título, revezando os textos.

– Ikea + agência Ubi Bene: montaram um incrível “apartamento” sobre uma parede de escalada, na cidade de Clermont-Ferrand. A campanha divulgou a inauguração da trigésima loja da Ikea na França.

Acessooh

– Apolosophy + agência Akestam Holst: localizado numa estação de metrô na Suécia, o anúncio de uma linha de cuidados para os cabelos é exemplo de interação. À semelhança do que acontece quando estamos esperando um trem, os cabelos da mulher na propaganda voavam cada vez que os vagões passavam.7

– Smart Car: de forma simples, a peça destacou o benefício de poder estacionar em pequenos espaços.

Acessooh

– Nissan / Amazon + TBWA/Chiat/Day: juntas, as empresas planejaram uma entrega de carro inusitada, usando caixas – e um caminhão enorme.

Acessooh

– KitKat + JWT de Londres: partindo do tradicional anúncio num outdoor, a campanha brincou com o slogan “Have a break, have a Kit Kat”.

Acessooh

– McDonald’s + TBWA: a ideia envolve desenhos minimalistas que representam a famosa marca de fast-food.

Acessooh

– Gold TV: usando um símbolo que remete à série de comédia Monty Python (um papagaio gigante morto), a empresa chamou a atenção da população de Londres.

Acessooh

– Flower Council of Holland + agência Kingsday: “Em caso de amor à primeira vista, quebre o vidro”. Essa frase enfeitava as 1500 caixas vermelhas com rosas, posicionadas em várias ruas de Paris durante o Dia dos Namorados.

Acessooh

– Yaocho + Ogilvy & Mather: buscando conscientizar o público sobre o alcoolismo, problema comum no Japão, as empresas colocaram frases em volta de pessoas que beberam até cair. As mensagens levavam uma hashtag que significa “muito bêbado”.

Acessooh

– Coca-Cola: na Alemanha, as pessoas puderam comprar suas primeiras minilatas do refrigerante em cinco pequenos quiosques, espalhados pelas ruas. O slogan que inspirou a campanha faz todo o sentido: “São pequenas coisas na vida que nos fazem felizes”.

Acessooh

– OBI + agência Jung Von Matt/Elbe: usando o conceito de antes e depois na fachada de um prédio, as empresas ilustraram o serviço de reforma prestado pela OBI.

Acessooh

anúncios em out of home

O é um dos meios de publicidade mais queridos em todo mundo. Muitas vezes ele está aquém das expectativas, mas quando acerta em cheio não há nada melhor, pois só ele consegue sere tão visceral, instantaneamente relevante e tão real quanto a propaganda se esforça para ser.

Em lista criada pelo AdWeek foram destacados os 16 anúncios mais incríveis deste ano. Para completar a galeria foram relembrados cases da Holanda, Canadá, Inglaterra, Estados Unidos e etc. Confira abaixo e se impressione  com estes projetos que pensaram foram da caixinha e fizeram da rua um palco criativo.

Ver matéria completa no site Adnews: http://adnews.com.br/publicidade/16-anuncios-outdoor-que-realmente-pensaram-fora-da-caixinha.html 

Digital Out-Of-Home

Agora passa a ser possível usar o com ativação de dados para CRM

Falei outro dia aqui no blog sobre como o Out-of-Home vem unindo de forma surpreendente o on e off e agora nos chega pelo Adage uma notícia de que a Vistar Media, empresa de OOH, se uniu a LiveRamp, da Acxiom, para permitir que anunciantes veiculem sua comunicação OOH com base nos seus próprios dados, ou seja, o que chamamos de first party data, dados que estão no banco dos anunciantes e foram gerados originalmente por eles mesmos.

A Vistar reúne dados de localização de celulares, agrega essas informações dos anunciantes e, em seguida, as fornece aos parceiros para segmentar a , como por exemplo a comunicação em pontos de ônibus.

Isso significa que empresas do setor poderão agregar a sua oferta uma camada de dados ativáveis pela via digital, acionáveis em tempo real, tornando mais e mais a mídia OOH uma plataforma digital programável por dados. Isso anaboliza CRM e gestão por geolocalização e behavior. Um passo e tanto.

Créditos – Proxxima: http://www.proxxima.com.br/home/proxxima/blog-do-pyr/2016/11/27/digital-out-of-home-drivado-por-dados.html

Burger King se Fantasia

Restaurante ‘se vestiu’ de fantasma com o logotipo da marca concorrente para o Dia das Bruxas

Uma fantasia horripilante é um item essencial para o Halloween e, ao que parece, até mesmo uma rede de fast food concorda com essa afirmação: nos Estados Unidos, o Burger King decidiu se fantasiar de McDonald’s para “assustar” os clientes.

VÍDEO: Assista ao vídeo do Burger King fantasiado de McDonald’s

Fazendo uma brincadeira para o Dia das Bruxas, o restaurante colocou um imenso tecido branco sobre uma de suas lojas, em Nova York, com uma inscrição – que aparenta certo improviso – da marca concorrente. Logo abaixo do “letreiro”, no entanto, um aviso explica: “Bu! Brincadeira, nós ainda grelhamos no fogo os nossos hambúrgueres”, em alusão ao método de preparo diferenciado da carne do Burger King.

Vingança?

Apesar da brincadeira provocativa para o Dia das Bruxas, o Burger King já propôs uma aliança à marca concorrente, que acabou sendo rejeitada. Em agosto de 2015, o restaurante sugeriu ao McDonald’s que as duas marcas se unissem por um dia, para produzir um hambúrguer conjunto pelo Dia Internacional da Paz, que acontece no dia 21 de setembro.

A resposta do CEO do McDonald’s, no entanto, não foi das mais favoráveis à ideia do lançamento de um “McWhopper”. “Amamos a intenção, mas achamos que nossas marcas podem fazer algo maior para fazer a diferença”, disse o executivo.

Veja o vídeo do Burger King fantasiado de McDonald’s

Créditos – Gazeta do Povo: http://www.gazetadopovo.com.br/economia/burger-king-se-fantasia-de-mcdonalds-para-assustar-clientes-no-halloween-bpo4ujq3o079zwzlz1mtbdz0y?utm_source=facebook&utm_medium=midia-social&utm_campaign=gazeta-do-povo#ancora-1

Vending machine

Aproximadamente 62% dos jovens norte-americanos não votaram nas eleições de 2012. Com alegações como “política é chato” ou “é coisa para velhos”, a nova geração de estadunidenses está cada vez mais afastada das decisões políticas do país. Diante dessa realidade, Doritos resolveu abordar a questão em sua nova ação em parceria com a Rock the Vote, organização que incentiva o poder político dos jovens.

Através de uma vending machine nada convencional, a marca de snacks oferecia duas opções de sabores aos participantes. Mas antes, uma pergunta: você está registrado para votar nas eleições? Caso a pessoa respondesse “não”, o que ela recebia era um pacote cinza, com uma imitação do produto sem sabor. A mensagem da ação é direta: se você não vota, não tem escolha.

A tela da máquina também indicava aos jovens que se registrassem naquele momento para participarem das eleições para presidente que ocorrem no dia 8 de novembro.

Confira o video case da campanha assinada pela Goodby Silverstein & Partners:

Créditos – Adnews: http://adnews.com.br/publicidade/doritos-usa-vending-machine-para-incentivar-jovens-votarem.html

André Ferraz, CEO da In Loco Media

Apesar das limitações, o jogo conseguiu mostrar o poder da realidade aumentada

Pokémon GO é uma febre! Em menos de um mês após o lançamento, segundo uma pesquisa da Sensor Tower, o game se tornou o app iOS mais utilizado pelos usuários, superando gigantes como Facebook, Snapchat, Twitter e Instagram. No  Brasil, ainda não é possível jogar o Pokémon e há vários usuários postando vídeos nas redes sociais pedindo, implorando e chegando a chorar por conta disso!

Tanto sucesso em um espaço tão curto de tempo fez com que o mercado enxergasse em Pokémon GO uma grande oportunidade de negócio. A Niantic, uma das desenvolvedoras do jogo, declarou que permitirá a criação patrocinada de locais como uma estratégia para atrair visitantes para dentro de estabelecimentos. Da mesma forma que alguns anúncios cobram por cliques, os futuros locais patrocinados de Pokémon GO terão visitas físicas como forma de cobrança.

Imagine o quão lucrativo seria ter uma PokéStop ou Gym dentro de um estabelecimento? A caçada por itens garantiria um fluxo constante de treinadoras e treinadores Pokémon dentro dos pontos de venda.

É neste ponto que aparece o grande desafio devido às limitações da tecnologia GPS: como criar PokéStops patrocinados em locais fechados de forma precisa? Como todos sabem, os sinais captados pela tecnologia GPS não conseguem penetrar através de materiais sólidos como tijolos, metais, concreto e madeira. Por isso, shopping centers e outros locais de grande afluxo de pessoas, que costumam ser construídos com esses materiais, podem se tornar desfavoráveis para partidas de Pokémon GO.

Essa limitação é um fator impeditivo tanto para o usuário, quanto para as marcas. Os shoppings conseguem reunir vários tipos de estabelecimentos em um único lugar. A grande quantidade de lojas poderia reunir muitos PokéStops e Gyms, o que atrairia muitos treinadores sedentos por itens.

Outro ponto que transforma os shoppings em pontos estratégicos para o jogo é a estrutura oferecida por eles. Além de serem locais seguros, eles dispõem de facilidades como wi-fi, banheiros e restaurantes, características que enriquecem a experiência de um jogo baseado em interação com o mundo real.

Ainda é importante citar que existem locais onde os jogadores não se sentem seguros para utilizar o smartphone. Ao expandir o jogo para locais fechados, Pokémon GO poderia conquistar mais usuários assíduos.

Apesar das limitações, é inegável que Pokémon GO conseguiu mostrar o poder da realidade aumentada. O que antes parecia um conceito muito distante da realidade, agora está ao alcance das mãos de milhões de pessoas ao redor do mundo.

A partir de agora, só nos resta observar como o público e as marcas irão aproveitar esta nova tecnologia. Quais são as suas apostas?

André Ferraz é CEO da In Loco Media

Créditos – http://propmark.com.br/digital/pokemon-go-e-a-muralha-do-gps-indoor

Acessooh

Os estudantes do Colégio pH da Unidade Botafogo, no Rio de Janeiro, tiveram uma surpresa ao cruzar por um . A Clear Channel, uma das maiores empresas de mídia do mundo, instalou um touchscreen a poucos metros da escola para que os jovens pudessem testar suas habilidades em um game interativo. A campanha #PasseiBem teve como objetivo incentivar os adolescentes a conhecerem o curso pré-vestibular da instituição de ensino.

Assinada pela agência Fenicios, o projeto de gamefication no da cidade usou a interatividade como principal estratégia para conquistar a atenção dos jovens. Ao final da partida, além da pontuação do jogo, os alunos eram convidados a se inscrever no cursinho.

Agência: Fenicios

Cliente: Colégio PH – Grupo Somos

Fornecedor: Blumer

Vídeo: Núcleo Video Produções

Produto: Pre-Enem pH

Nome da campanha: O pH ensina como

VP de Criação: Beto Werneck

Direção de criação: Beto Werneck

Criação: Leonardo Silveira

Atendimento: Daniela Vollmer

Mídia: José  Emilio e Carol Serra

Produção: Bruno Pardal

Créditos – ADNEWS: http://adnews.com.br/publicidade/ponto-de-onibus-vira-video-game-para-promover-cursinho-pre-vestibular.html

Vivemos a era do on demand. A Transavia Airlines, companhia aérea francesa, entendeu isso ao criar a campanha “Holidays On Demand”. A mídia escolhida para oferecer suas ofertas de passagens não poderia ser melhor: o Canal Play, uma espécie de Netflix da França.

O segredo da ação está na forma de segmentação que a Les Galouis, agência responsável pela criação da campanha, encontrou para impactar os usuários da plataforma. As ofertas de passagens aconteciam de acordo com o conteúdo assistido. Se a espectador assistir ao clássico Poderoso Chefão, por exemplo, a dica era uma viagem para a província italiana de Palermo, onde a trama mafiosa é ambientada. Ao clicar na televisão, o usuário recebe a opção de compra em seu smartphone.

02

Confira no video case abaixo:

Créditos – Adnews: http://adnews.com.br/publicidade/companhia-aerea-cria-opcao-de-ferias-demand.html