Como a mídia pode impactar as pessoas em 2019?

A 12ª edição do Fjord Trends deixou algumas sobre em que as marcas devem apostar para alcançar pessoas cada vez mais atarefadas e cercadas pelo excesso de informações e serviços.

Essa condição, observada no dia a dia de diversos públicos, faz com que se tornem mais seletivos e interajam apenas com empresas e produtos com os quais se identifiquem.

Mídia OutOfHome

Peças de mídia ilustraram, no mundo físico, os cantores e bandas de maior audiência no serviço de streaming. A ação, que teve início em 15 de dezembro de 2018, coloriu a estação Consolação do metrô paulista (na Linha 2-Verde).

Quem passou pelo local nos primeiros dias da iniciativa pode adquirir um ímã com o nome de Wesley Safadão, Marília Mendonça ou outro dos 20 artistas mais ouvidos no Spotify. Os brindes ficaram disponíveis num mural instalado na estação.

Mídia OutOfHome

Reconhecida pelo trabalho em mídia , a empresa firmou contrato de 10 anos com a concessionária ViaMobilidade, responsável pela gestão privada da Linha 5-Lilás do metrô em São Paulo/SP. Em outubro de 2018, o trajeto contava com 20 km de extensão, ligando os bairros Capão Redondo e Chácara Klabin através de 16 paradas; até o fim do ano, a 17ª estação, Campo Belo, deverá ser entregue.

Mídia OutOfHome

Como já mostramos aqui no blog, a mídia pode ser uma aliada importante para a divulgação e apoio de causas. Neste 19 de outubro, quando é comemorado o Dia Mundial de combate ao câncer que mais mata mulheres brasileiras, trazemos algumas iniciativas inspiradoras, divulgadas nos últimos anos.

Mídia OOH

Essa é uma das conclusões da pesquisa Mídia Dados 2018, realizada pelo Grupo de Mídia. O documento (disponível aqui: https://www.gm.org.br/midia-dados-2018) lembra que brasileiros na faixa etária entre 18 e 25 anos mantêm estreita relação com a mobilidade urbana, portanto os anúncios presentes em locais como abrigos de ônibus, metrô e têm um apelo forte junto aos jovens. Outras praças de mídia , como shoppings centers, faculdades e academias, também fazem parte do cotidiano desse público.

anúncios out of home

O metrô de São Paulo, famoso por transportar milhões de usuários diariamente e ser referência como transporte público na cidade, apostou numa campanha com ações on e offilne para celebrar uma data importante. Marcando meio século de existência, a instituição investiu em ações de e impressa, com destaque para a veiculação em seus canais proprietários – como a TV minuto e mídia , em cartazes espalhados pelas estações. Redes sociais como Facebook e Youtube também fazem parte das ações.

O resgate histórico e valores da companhia são os motes da campanha, que adotou o slogan “Somos o que transportamos, ou seja, somos nossos usuários”. Um filme vem sendo veiculado em canais da TV aberta, a fim de engajar e aproximar empresa, funcionários e um público diversificado. Confira:

“Todos os dias, há 50 anos, milhões de pessoas nos ajudam a construir nossa história usando o Metrô para chegar aos seus destinos. Trabalhamos muito para que cada uma delas tenha o melhor serviço de transporte público da cidade de São Paulo. Queremos mostrar a conexão entre nossa equipe e os usuários”, disse Fernanda Noer, gestora de Corporativo do Metrô de São Paulo.

 

Neste artigo, falamos sobre o potencial de anúncios no metrô de SP: https://acessooh.com.br/metro-e-cptm-oportunidades-para-alcancar-milhoes-de-pessoas-com-ooh/

Fale com a gente para conhecer melhor as opções de mídia OOH e alavancar sua campanha!

Fonte: https://www.segs.com.br/veiculos/123917-metro-de-sp-volta-a-midia-com-campanha-institucional

Out Of Home

Acessooh

Os mais de 7 milhões de passageiros que utilizam o transporte sobre trilhos da capital paulista e região metropolitana terão a chance de recordar os melhores jogadores do futebol brasileiro nas Copas do Mundo. A campanha será veiculada tanto no metrô quanto na CPTM até o dia 18 de julho, e conta com 56 cartazes espalhados pelas linhas 1 a 10.

Inclusive, as peças têm como base o número das linhas. Quem circular pela Linha-1 Azul, por exemplo, vai conhecer os maiores goleiros, enquanto na Linha-10 haverá cartazes sobre os craques que vestiram a camisa hoje usada por Neymar Jr. Dentre os nomes famosos que figuram nos anúncios estão Leônidas da Silva, Nilton Santos, Garrincha, Zico e Taffarel.

Além de promover o resgate histórico junto ao público, o objetivo da campanha é levar visitantes para a exposição temporária “A Primeira Estrela: o Brasil na Copa de 1958”, que fica em cartaz no museu até 9 de setembro.

Conheça mais sobre o transporte paulistano sobre trilhos neste post: https://acessooh.com.br/metro-e-cptm-oportunidades-para-alcancar-milhoes-de-pessoas-com-ooh/

Também separamos outra ação de mídia out of home relacionada à Copa: https://acessooh.com.br/em-acao-de-digital-out-of-home-brahma-exibe-curiosidades-sobre-a-copa-do-mundo-em-sao-paulo/

 

Fonte: http://www.aberje.com.br/museu-do-futebol-e-lewlaratbwa-levam-copa-ao-metro-de-sao-paulo/

OOH

Quando se trata de praça, o transporte sobre trilhos em grandes cidades, como a capital paulista, é uma boa opção para atingir grande número de pessoas. Segundo dados do IBGE, dos 207 milhões de habitantes no Brasil, cerca de 12 milhões vivem em São Paulo – cidade mais populosa do país.

Diariamente, o Metrô e a CPTM transportam 7,8 milhões de pessoas pela região metropolitana. Esse número ultrapassa a quantidade registrada na segunda maior cidade do país – o Rio de Janeiro -, com cerca de 6 milhões de habitantes.

O Metrô paulista é reconhecido, também, pela qualidade. Por três anos seguidos (de 2015 a 2017), pesquisas do Datafolha apontaram o transporte como o melhor do país. Essa é uma das razões por que o meio tem atraído tantos usuários, e de forma democrática, já que públicos de diferentes cidades, bairros, origens, trabalhos e classes sociais se locomovem através dos trilhos.

Portanto, Metrô e a CPTM têm se tornado um grande canal de comunicação, com possibilidades diferentes de formatos; você pode anunciar dentro dos vagões (em bancos ou janelas, por exemplo), do lado de fora deles ou nas estações (por meio de paineis, cartazes, anúncios em máquinas com produtos, entre outros).

Em crescimento

Atualmente, São Paulo conta com 64 estações de metrô, distribuídas em 71,5 Km de extensão. Integrada ao Metrô, a CPTM conta com 273 km de linhas, interligando 23 municípios.

Em breve, esses números vão aumentar consideravelmente. Dados do governo apontam que, hoje, São Paulo é o maior canteiro de obras de mobilidade urbana da América Latina. As duas redes de transporte ainda contam com projetos de modernização das linhas e de construção de mais 30 estações (veja detalhes abaixo).

Expansão do Metrô e da CPTM (2011/2018)

Linha 4-Amarela: Butantã, Higienópolis-Mackenzie, Pinheiros, Luz, Fradique Coutinho e República
Linha 5-Lilás: Adolfo Pinheiro, Alto da Boa Vista, Borba Gato, Brooklin e Eucaliptos
Linha 7-Rubi: Vila Aurora
Linha 8-Diamante: Santa Rita e Amador Bueno
Linha 15-Prata: Vila Prudente e Oratório

Estações da CPTM reconstruídas e modernizadas

Linha 7-Rubi: Franco da Rocha
Linha 8-Diamante: Carapicuíba, Barueri, Domingos de Moraes e Quitaúna
Linha 9-Esmeralda: Pinheiros
Linha 11-Coral: Poá, Ferraz de Vasconcelos e Suzano
Linha 12-Safira: São Miguel Paulista e Engenheiro Goulart

Que tal incluir o transporte sobre trilhos na sua estratégia de mídia? Conte com a Acessooh para te ajudar na escolha dos melhores locais e formatos! Fale conosco

amazon

Imagine uma série cuja temática mostra como seriam os Estados Unidos se alemães tivessem vencido a Segunda Guerra Mundial. Essa é a sinopse da série de TV americana “Man in the high castle” (Homem no alto do castelo), da Amazon. O mote parece indigesto e ao mesmo tempo curioso, correto?

Da mesma maneira é a ação que promove o lançamento em iniciativas de em Nova York. Para divulgar a produção, a marca envelopou alguns vagões de metro com símbolos que possuem clara referência ao regime nazista.

Ainda que a empresa não tenha colado as suásticas reais no sistema de transporte público, a campanha exibe um emblema que lembra o ícone nazista em uma bandeira dos Estados Unidos assim como uma variação da bandeira de sol nascente usada pelo império japonês na Segunda Guerra Mundial.

“Entrei no metrô e metade dos bancos tinha insígnias nazistas dentro de uma bandeira americana, enquanto a outra metade tinha a bandeira japonesa da Segunda Guerra Mundial”, disse a passageira Ann Toback, diretora de uma entidade que promove a causa judaica, ao site Gothamist.

A ação out of home não é uma iniciativa exclusiva da campanha, que também conta com algumas peças online. Numa delas, a Estátua da Liberdade aparece vestida com a roupa de oficiais da Gestapo e fazendo a saudação “Heil Hitler”.

Confira o trailer da série abaixo:

Créditos – adnews: http://www.adnews.com.br/out-of-home/amazon-polemiza-ao-envelopar-metro-com-simbolos-nazistas